Saltar para o conteúdo

Notas do Herbalista 32: Milefólio

O Milefólio recebe o nome das suas folhas com múltiplos recortes, a fazer lembrar milhares de folhas diminutas.

Encontra-se no Norte e Centro do nosso país em prados, nas bermas dos caminhos e junto às vias férreas.

Milefólio
Ilustração por Franz Eugen Köhler.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Asterales
Família: Asteraceae
Género: Achillea

O Milefólio (Achillea millefolium L.) ou Mil-folhas é uma planta vivaz com 30 a 70 cm de altura, de caules erectos duros e folhosos. As suas folhas têm até 15cm de comprimento sendo a sua principal característica a divisão em múltiplos segmentos que, por sua vez, se dividem um multíplos sub-segmentos, dando-lhes a aparência de múltiplas pequenas folhas. As flores, diminutas, juntam-se em densos corimbos com 5 lígulas, dando o aspecto de uma única flor. Os frutos são aquénios esbranquiçados.

O nome Achillea vem do herói grego Aquiles, que usava o Milefólio para tratar as feridas dos seus soldados, chegando mesmo a curar o rei Telefo de Micenas, ferido no decorrer de uma batalha. Infelizmente, a planta não foi suficiente para curar a ferida do calcanhar do nosso herói, uma vez que a mesma foi causada por uma flecha envenenada.

Usos medicinais e princípios activos:

Rico em óleo essencial, taninos, heterósidos e outras substâncias.
Adstringente, anti-espasmódico, anti-séptico, carminativo, cicatrizante, diurético, emenagogo, hemostático, tónico e vulnerário, o Milefólio é usado tradicionalmente como panaceia.

Usado externamente para cicatrizar feridas, pode ser usado externamente para a tosse e para regularizar a menstruação.

Ao usar o Milefólio sobre a pele deve ter-se o cuidado de evitar a exposição da parte afectada à luz solar directa.

Usos culinários:

As folhas podem ser consumidas em saladas.
As flores são usadas para confecção de licores.
Nalguns locais, um saquinho com sementes de Milefólio era introduzido nos tonéis para ajudar a conservar o vinho.

1 comentário em “Notas do Herbalista 32: Milefólio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *