Saltar para o conteúdo

A Sanícula é uma planta vivaz da família das Apiáceas, como o Aipo ou a Salsa, que cresce nos bosques, sombrios e frescos, com preferência pela sombra das Faias.

Em Portugal é espontânea em Trás-os-Montes, no Minho e nas Beiras.

Sanícula
Ilustração pelo Prof. Dr. Otto Wilhelm Thomé.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoiopsida
Ordem: Apiiales
Família: Apiaceae
Género: Sanicula

A Sanícula (Sanicula europaea L.), conhecida em França por Erva-de-são-lourenço, é uma planta com 20 a 50cm de altura de caule erecto, glabro, frágil e simples. As suas folhas são verde-escuras, brilhantes, palmatipartidas, quase todas basilares. Ler artigo completo

A Galeopse é uma planta anual que habita em solos siliciosos.

Em Portugal pode ser encontrada em regiões elevadas, especialmente no Minho.

Galeopse
Ilustração de Johann Georg Sturm (Colorida por Jacob Sturm).

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoiopsida
Ordem: Lamiales
Família: Lamiaceae
Género: Galeopsis

Existem várias espécies de Galeopse, a mais comum é a Galeopsis segetum Neck., sendo que no nosso país se encontra a Galeopsis tetrahit L.. É uma planta com 10 a 50cm de altura de caule pubescente com pequenos ramos ascendentes. As folhas são opostas, lanceoladas com nervuras muito salientes. Ler artigo completo

O Selo-de-salomão é uma planta herbácea vivaz que habita em solos frescos e florestas.

Em Portugal pode ser encontrado em lugares sombrios das regiões montanhosas de Trás-os-Montes e do Alto Alentejo.

Selo-de-salomão
Ilustração por Carl Lindman.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Asparagaceae
Género: Polygonatum

O Selo-de-salomão (Polygonatum odoratum (Mil.) Druce.), é uma planta com 20 a 50cm de altura de caule glabro, erecto e arqueado. As folhas são alternas, dispostas em duas filas opostas, ovais e com nervuras longitudinais convergentes. Ler artigo completo

O Narciso-de-trombeta é uma planta vivaz que cresce em prados e matos pouco densos.

Em Portugal é uma espécie protegida existente do Minho ao Alentejo, com uma importante comunidade na Serra da Estrela, onde também existe uma micro-reserva para preservação da espécie.

Narciso-de-trombeta
Ilustração de Christiaan Sepp.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Amaryllidaceae
Género: Narcissus

O Narciso-de-trombeta (Narcissus pseudonarcissus L.), é uma planta com 20 a 40cm de altura, bulbosa. Tem 2 a 4 folhas em lacínias compridas, obtusas no vértice. Ler artigo completo

O Líquen-da-islândia é, como o seu nome indica, um fungo e não uma planta. No entanto, para fins medicinais, os líquenes e musgos são tratados como plantas, pelo que faz sentido existir uma nota para esta espécie.

Nativo do Norte da Europa, encontra-se em turfeiras, florestas, penhascos ou em árvores, às quais adere sem parasitar. Em Portugal encontra-se principalmente na Serra da Estrela.

Líquen-da-islândia
Ilustração por Franz Eugen Köhler.

Ficha Botânica:

Reino: Fungi
Divisão: Ascomycota
Classe: Lecanoromycetes
Ordem: Lecanorales
Família: Parmeliaceae
Género: Cetraria Ler artigo completo

A Fumária é uma planta herbácea anual conhecida desde a Antiguidade

Encontra-se por quase todo o país nas bermas dos caminhos, taludes, campos e terrenos baldios.

Fumária
Ilustração de Amédée Masclef.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Ranunculales
Família: Papaveraceae
Género: Fumaria

A Fumária (Fumaria Officinalis L.), ou Erva-moleirinha, é uma planta com 15 a 70cm, de caule verde, frágil, erecto e ramoso. As folhas são cinzentas-esverdeadas divididas em segmentos delgados.

As flores são cor-de-rosa maculado de púrpura, pequenas, alongadas, reunidas em espiga. Fruto globoso como vértice deprimido. Ler artigo completo

A Agripalma é uma planta herbácea vivaz nativa do Sudeste da Europa e da Ásia central.

Rara em Portugal e nas regiões mediterrânicas, encontra-se nas bermas dos caminhos, em sebes e ruínas.

Agripalma
Ilustração de Johann Georg Sturm (Colorida por Jacob Sturm).

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Lamiales
Família: Lamiaceae
Género: Leonurus

A Agripalma (Leonurus cardiaca L.), ou Cardíaca, é uma planta com 50cm a 1,5m de caule rígido, quadrado, muito ramificado e folhoso. As folhas são verde-escuras por cima e acinzentadas por baixo, pecioladas e recortadas, tendo as inferiores 5 a 7 pontas e as superiores apenas 3. Ler artigo completo

A Onagra é uma planta cujas flores abrem ao entardecer durando apenas até ao meio-dia seguinte.

Pode ser encontrada de forma sub-espontânea em jardins, escarpas, vias-férreas, baldios e escarpas.

Onagra
Ilustração pelo Prof. Dr. Otto Wilhelm Thomé.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Myrtales
Família: Onagraceae
Género: Oenothera

A Onagra (Oenothera biennis L.), ou Erva-dos-burros é uma planta com 40cm a 1,5m de caule erecto, simples e folhoso. As folhas são pubescentes. ovais, alongadas, pontiagudas e sesséis, sendo as da base pecioladas. Ler artigo completo

A Grama-francesa existe por todo o lado. Considerada uma erva-daninha pelos jardineiros e hortelões, é uma planta apreciada pelas suas propriedades medicinais.

Grama-francesa
Ilustração por Franz Eugen Köhler.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Poales
Família: Poaceae
Género: Elymus

A Grama-francesa (Elymus repens (L.) Gould),* ou Grama-canina é uma planta com 40 a 120 cm de caule rizomatoso, duro e glabro. As folhas são verdes, de cor intensa, estreitas, planas com nervuras e ásperas na página superior.

As espigas são verde-claras, formadas por espiguetas sésseis, imbricadas, em 2 filas alternas. As flores são verdes, de 4 a 6 por espigueta. Cariose oblonga com vértice viloso. Os rizomas são amarelados, rastejantes, providos de nós com raízes adventícias. Ler artigo completo

A Pinguícula é uma planta pequenina e de aspecto frágil. No entanto, esconde um segredo macabro. É uma planta carnívora.

Pode ser encontrada em prados húmidos, pântanos turfeiras ou nascentes de montanha. Em Portugal encontra-se nas margens dos cursos de água de Trás-os-Montes.

Pinguícula
Ilustração de Johann Georg Sturm (Colorida por Jacob Sturm).

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Lamiales
Família: Lentibulariaceae
Género: Pinguicula

A Pinguícula (Pinguicula vulgaris L.), é uma planta vivaz com 3 a 16 cm. O seu caule é subterrâneo e curto. As folhas são amareladas, dispostas em roseta junto ao solo, sésseis, ovais, viscosas e com a borda enrolada para cima. Ler artigo completo