Saltar para o conteúdo

O Estragão é uma espécie de Artemísia nativa da Sibéria que é cultivada em praticamente todo o hemisfério Norte, especialmente na França e na Rússia.

Estragão
Fotografia por Kenpei.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Asterales
Família: Asteraceae
Género: Artemisia

O Estragão (Artemisia dracunculusL.), é uma planta perene com cerca de 1,2m de altura de caule herbáceo e ramoso. As folhas são verdes brilhantes, com 2mm a 1cm de largura.

As flores são amarelas ou verde-amareladas, dispostas em capítulos com até 40 flores. As sementes do Estragão são, geralmente, estéreis, reproduzindo-se através dos rizomas. Ler artigo completo

A Hera é uma planta Europeia, frequente em quase todo o território português. É utilizada em jardinagem e arquitectura para a criação de fachadas verdes.

Hera
Ilustração por Amédée Masclef.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Apiales
Família: Araliaceae
Género: Hedera

A Hera (Hedera helixL.), é uma planta trepadeira perene com 3 a 50m de altura de caule lenhoso que se agarra aos muros e árvores com recurso a raízes laterais. As folhas são verdes, brilhantes e alternas, triangulares ou em forma de palma, excepto nas sumidades floridas onde são ovais. Ler artigo completo

A Verbena é uma planta nativa da Europa que habita em entulhos, baldios, taludes e bermas de caminhos.

Em Portugal encontra-se em locais húmidos e sombrios, sebes e caminhos de quase todo o país.

Verbena
Ilustração de Johann Georg Sturm (Colorida por Jacob Sturm).

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Lamiales
Família: Verbenaceae
Género: Verbena

A Verbena (Verbena officinalis L.), também conhecida por Urgebão ou Erva-sagrada, é uma planta vivaz com 35 a 80cm de altura, de caule erecto, fino, quadrangular e canelado. As folhas são opostas e lobadas. Ler artigo completo

O Poejo é uma planta da família das hortelãs que pode ser encontrada em zonas húmidas, como vales fluviais ou locais inundadados.

Poejo
Ilustração de William Woodville.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Lamiales
Família: Lamiaceae
Género: Mentha

O Poejo (Mentha pulegium L.) é uma planta de caule curto com ramos floridos por toda a sua extensão. As folhas são pequenas, vilosas, acinzentadas, opostas e lanceoladas.

As flores são rosadas e aparecem entre Junho e Setembro.

O seu nome deriva da palavra pulex, que significa pulga, pois o fumo resultante da queima desta planta tem a propriedade de afastar estes insectos. Também pode ser utilizado para afastar ratos, pois detestam o cheiro. Ler artigo completo

2

A mesa das coisas para troca

Olá! Ontem participei num encontro/troca de sementes e plantas, em Martingança, evento que a meu ver deveria realizar-se um pouco por todo o lado, pois além de servir para enriquecermos a nossa biodiversidade, serve também para irmos preservando as nossas sementes tradicionais e acima de tudo para nos enriquecermos também um pouco como seres humanos, através da partilha e do são convívio.

Hoje, não quis deixar de pôr aqui estas palavras, também para agradecer a todos os que quiseram partilhar comigo um pouco de seu saber e acima de tudo para dizer que a minha aventura passa por aqui: partilha, luta, preservação das nossas espécies agrícolas, sem intermediários prejudiciais à nossa biodiversidade e à nossa cultura pura e sã. Ler artigo completo

5

Olá!

Desde miúda que sempre quis viver no campo e quando o meu filho resolveu vir viver para uma quinta, em Celorico da Beira, foi um pouco como um gosto realizado.

Nestes poucos anos de vida no campo tenho (temos) aprendido muitas coisas novas, tanto na agricultura como a conhecer algumas plantas e até mesmo a experimentar receitas novas para aproveitar o que a terra dá.

A par com isso, nos tempos livres (poucos), vou dando asas ao meu gosto pelas coisas artesanais, vou fazendo os meus crochés, uns licores, umas compotas, enfim, coisas que gosto de aprender e fazer. Ler artigo completo