Saltar para o conteúdo

Notas do Herbalista 42: Mentrasto

O Mentrasto é uma planta bastante comum da família das hortelãs.

Existente em praticamente todo o território português, encontra-se em lameiros e prados húmidos.

Mentrasto
Ilustração de Ernst Hallier.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Lamiales
Família: Lamiaceae
Género: Mentha

O Mentrasto (Mentha suaveolens Ehrh.),* Montrasto ou Hortelã-brava é uma planta perene que pode atingir 1m de altura. De caule erecto, as folhas são sésseis, arredondadas, espessas, enrugadas e bastante pilosas.

As flores são ou cor-de-rosa, dispostas em espigas, com grandes brácteas.

O seu cheiro, a mentol, é muito intenso, tornando-se desagradável.

Usos medicinais e princípios activos:

Rico em mentol e tanino, é analgésico, anti-séptico, anti-espasmódico e digestivo.

É utilizado para problemas digestivos, para a tosse e outros problemas respiratórios.

Os preparados à base de mentol podem ser utilizados externamente para dores musculares (efeito de aquecimento).

A infusão de Mentrasto (e de qualquer outra menta) é refrescante nos dias quentes.

As folhas frescas podem ser mastigadas para combater o mau hálito.

O seu uso interno deve ser moderado, pois é ligeiramente tóxico.

Usos culinários:

Pode ser usado em sopas, saladas, refrescos, etc. como qualquer outra menta. No entanto, devido à presença dos pelos e ao seu odor desagradável, é menos utilizada que as variedades cultivadas.

 

* Também pode surgir como Mentha rotundifolia L..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *