Saltar para o conteúdo

Notas do Herbalista Especial: A Tisana

Surgem, por vezes, dúvidas sobre o termo a empregar para se referir a um "chá de plantas." Chá, infusão, tisana, etc. são palavras que se usam correntemente sem distinção, mas que, na realidade, não significam a mesma coisa.

Tisana

A Tisana

Chama-se tisana ao produto resultante da extracção dos componentes activos da planta com o auxílio de água através de um de três métodos:

Infusão

A infusão é o método mais conhecido para a preparação das plantas e para o qual se usa, normalmente, a expressão "fazer um chá". A receita básica consiste na colocação de plantas em água acabada de ferver, deixando-as lá dentro durante 5 a 10 minutos (com o recipiente tapado), coando-as em seguida.

Conforme a planta a usar poder-se-á variar a temperatura e o tempo que se deixa a planta na água (que tanto pode ser de 30 segundos como de 30 minutos), devendo usar-se a receita prescrita, quando exista, ou a básica, na falta daquela.

Os recipientes de preparação e consumo devem ser, preferencialmente de porcelana ou de barro, pois são estes os materiais que melhor preservam o aroma e demais qualidades da infusão.

Deve consumir-se ainda quente (embora possa ser consumida fria, o chamado ice tea), adoçada ou não, e pode ser guardada até 24 horas no frigorífico.

Este método é indicado para folhas e flores.

Decocção

Para fazer uma decocção colocam-se as plantas em água fria e deixam-se ferver durante alguns minutos num recipiente tapado, coando em seguida. O tempo de fervura varia conforme as plantas usadas.

O consumo e conservação são semelhantes aos da infusão.

Este método é indicado para cascas, ramos e raízes.

Maceração

A maceração consiste em colocar as plantas em água fria e deixar repousar durante uma noite (certas receitas poderão necessitar de vários dias ou semanas) num local fresco (mas não no frigorífico), coando de seguida.

Deve ser consumida imediatamente após o final da preparação.

Poderá, em certos casos, ser feita com vinho, óleo ou álcool, sendo que neste caso aumenta o período de conservação e modificam-se as suas propriedades. Normalmente estes preparados têm nomes específicos e não são, habitualmente, considerados tisanas.

Este método é indicado para certas plantas mais frágeis.

O Chá

Se aquilo que chamamos normalmente de "chá" é, na realidade, uma tisana, o que é, afinal um chá?

Um chá é simplesmente uma infusão da planta chamada Chá (Camellia sinensis (L.) Kuntze).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *