Saltar para o conteúdo

Notas do Herbalista 54: Agripalma

A Agripalma é uma planta herbácea vivaz nativa do Sudeste da Europa e da Ásia central.

Rara em Portugal e nas regiões mediterrânicas, encontra-se nas bermas dos caminhos, em sebes e ruínas.

Agripalma
Ilustração de Johann Georg Sturm (Colorida por Jacob Sturm).

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Lamiales
Família: Lamiaceae
Género: Leonurus

A Agripalma (Leonurus cardiaca L.), ou Cardíaca, é uma planta com 50cm a 1,5m de caule rígido, quadrado, muito ramificado e folhoso. As folhas são verde-escuras por cima e acinzentadas por baixo, pecioladas e recortadas, tendo as inferiores 5 a 7 pontas e as superiores apenas 3.

As flores são cor-de-rosa e púrpura, peludas, distribuídas ao longo de todo o caule em verticilos densos. O seu cheiro é intenso e desagradável sendo, no entanto, uma planta melífera.

O nome Leonorus vem do latim leo (leão) e do grego oura (cauda), devido à sua inflorescência fazer lembrar uma cauda de leão, enquanto cardiaca vem das suas propriedades medicinais.

Usos medicinais e princípios activos:

Rica em óleo essencial, alcalóide (leonurina), heterósidos, princípios amargos e taninos, é antiespasmódica, cicatrizante, detersiva, emenagoga, expectorante e tónica.

Recomendada para perturbações cardíacas de carácter nervoso, como as palpitações.
É também aconselhada para a bronquite, diarreia e em casos de amenorreia (ausência de menstruação).
Externamente utiliza-se em feridas.

Usos culinários:

Não tem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *