Saltar para o conteúdo

Notas do Herbalista 60: Sanícula

A Sanícula é uma planta vivaz da família das Apiáceas, como o Aipo ou a Salsa, que cresce nos bosques, sombrios e frescos, com preferência pela sombra das Faias.

Em Portugal é espontânea em Trás-os-Montes, no Minho e nas Beiras.

Sanícula
Ilustração pelo Prof. Dr. Otto Wilhelm Thomé.

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoiopsida
Ordem: Apiiales
Família: Apiaceae
Género: Sanicula

A Sanícula (Sanicula europaea L.), conhecida em França por Erva-de-são-lourenço, é uma planta com 20 a 50cm de altura de caule erecto, glabro, frágil e simples. As suas folhas são verde-escuras, brilhantes, palmatipartidas, quase todas basilares.

As flores são de cor branco-rosada, pequenas, sésseis, em capítulos reunidos em umbelas irregulares. O fruto é um diaquénio globoso, coberto de acúleos gancheados.

O seu nome vem da palavra latina sanare que significa curar.

Usos medicinais e princípios activos:

Rica em tanino, saponósidos, óleo essencial e princípio amargo é adstringente, cicatrizante, detersiva e vulnerária.

As folhas esmagadas cruas podem ser aplicadas sobre contusões e hematomas. Fervidas em leite e adoçadas com mel, são usadas como gargarejo (que não deve ser engolido) para tratamento das anginas.

A sua infusão serve para lavar feridas e, internamente, para as diarreias.

Usos culinários:

Não tem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *