Saltar para o conteúdo

Notas do Herbalista 76: Orégão

O Orégão é uma planta vivaz, nativa do Mediterrâneo, que habita em solos pedregosos e prados solarengos.

Em Portugal encontra-se nas regiões montanhosas e cultivado um pouco por todo o país.

Orégão
Ilustração de Johann Georg Sturm (Colorida por Jacob Sturm).

Ficha Botânica:

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Lamiales
Família: Lamiaceae
Género: Origanum

O Orégão (Origanum vulgare L.) é uma planta com 30 a 80cm de altura de caule erecto com 4 ângulos, ramoso na parte superior. As folhas são ovais e pontiagudas.

As flores são brancas ou rosadas, numerosas, dispostas em panículas terminais densas, com brácteas de cor púrpura. O fruto é um tetraquénio com cada uma das partes ovóide.

O nome Orégão significa esplendor da montanha.

Usos medicinais e princípios activos:

Rico em óleo essencial, tanino, resina e goma, é analgésico, anti-espasmódico, anti-séptico, emenagogo, estomáquico, expectorante, parasiticida e tónico.

Utilizado para o tratamento e prevenção da gripe, é também eficaz no tratamento de gastroentrites, infecções urinárias e pneumonias.

É, também, útil para os diabéticos, como regulador da glicose no sangue.

Tradicionalmente é, ainda, usado para o estômago e a menstruação.

Usos culinários:

Ingrediente por excelência da cozinha mediterrânica, é utilizado em pizzas, massas e pratos com tomate, sendo o seu sabor característico da cozinha italiana.

É, também, utilizado em caldeiradas, saladas, pratos de carne e de peixe.

Em Portugal é indispensável na preparação dos caracóis, sendo muito utilizado no Sul do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *